24 comentários:
De Ana a 5 de Novembro de 2007 às 22:55
A mim não me faz rir, pelo contrário, faz-me pensar o fervor com que desejamos alguém que amamos, alguém que não nos cansa e que se toca sempre como se fosse a primeira vez. O desejo de possuír o outro até á infinidade - bonito o que escreves-te, até porque como dizes é real! Ainda não está resolvido, pois não...?
Beijinhos Mário
De estreladosul a 5 de Novembro de 2007 às 23:16


Não amiga, infelizmente NÃO!!!!!!
E acho que só vai ser resolvido numa outra encarnação ( se é k isso existe ).
Obrigado pelo teu entendimento. Realmente leste nas linhas e nas entre-linhas.
Mas que vou seguir em frente, VOU!!!!!

Uma semana feliz

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Comentar post