Domingo, 19 de Agosto de 2007

Roubo de Amor...

   
Na noite silenciosa e escura
No cair do orvalho sobre o campo,
Durante o dormir quieto das aves,
Quero assaltar teu coração,
Roubar do teu corpo todos os sentimentos,
Como ladrão ensinado pelo anjo!
   
Quero apanhar-te desarmada...
Para te sentires amada...
Hoje, Amanhã, Depois, não importa! ...
Quero surpreender teu coração,
Assustá-lo e prendê-lo em meus afectos.
    
Depois, na prisão do prazer,
O tilintar das chaves abrindo...
as portas do Desejo...
   
No topo dos abraços sedentos...
Passarei a vida na cadeia das fantasias,
E nas grades do teu amor,
Cantando a ode de um estranho roubo,
De um homem tímido a uma mulher apaixonada.
  
MMR
sinto-me: Triste
publicado por estreladosul às 02:08
link do post | Comente+que eu gosto | favorito
2 comentários:
De carla granja a 19 de Agosto de 2007 às 21:40
olá! k lindo poema k me fica no coração. um dia destes fico tão romantica com tanto poema belo k tenho lido k depois ninguém me aguenta :=)
como os meus nao sao romanticos dá para aguentar: =) eheheheh
tou esperando tua visita
bjo
carla granja
De estreladosul a 20 de Agosto de 2007 às 09:38


Isto é tudo dedicado a uma bela mulher, a quem eu amo de todo o coração, (e eu sei que ela tambem me ama) mas não conseguimos acertar, o que dá para perceber por tudo o que escrevo. Obrigado pela visita. Volta mais vezes.

Beijinho amigo

Mário Rodrigues

Comentar post

Conheça-me

Novembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Diálogos com a Senhora da...

Diálogo com a Senhora da ...

Voando

Florescer

Manhã

Acreditar?

Momento

Caminhos da Vida...

Plantas

Diálogo com a Senhora da ...

arquivos

tags

todas as tags

Radio

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Visitantes

CURRENT MOON

subscrever feeds