Sábado, 30 de Junho de 2007

Escuridão!

 
O Amor pálido...
morre e...
  
assim meu coraçao desfalece...
Meu espírito dormente...
como pétala que cai,
duma rosa moribunda,
 
O espiríto lutando...
A pétala caindo...
Uma tombando...
O outro desistindo...
  
Meus olhos cegos...
nada veem...
para onde olho...
escuridão...
tremenda escuridão!
  
Vou andando às cegas...
onde irei parar?...
Não sei. Não me interessa!
Qualquer sítio será...
por certo melhor que este.
  
MMR
sinto-me: Vazio
publicado por estreladosul às 19:24
link do post | Comente+que eu gosto | favorito
2 comentários:
De Lua Prateada a 1 de Julho de 2007 às 02:28
Lindo poema ....pena tanta tristeza ...não vale a pena...certas pessoas não a merecem!Linda lua, tal como acabei de ver á pouco sobre um mar calmo...ela resplandecia como se por cima dela pudesse andar.Força amigo...não entristeças mais teu coração.da amiga
SOL
De estreladosul a 1 de Julho de 2007 às 02:46
Obrigado pelas tuas palavras, amiga. Mas o conselho vem tarde. Aki já não há nada, nem tristeza, nem dor, nem amor. Há simplesmente uma grande vontade de eskecer...

Beijo Amigo

Mário Rodrigues

Comentar post

Conheça-me

Novembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

Diálogos com a Senhora da...

Diálogo com a Senhora da ...

Voando

Florescer

Manhã

Acreditar?

Momento

Caminhos da Vida...

Plantas

Diálogo com a Senhora da ...

arquivos

tags

todas as tags

Radio

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Visitantes

CURRENT MOON

subscrever feeds